A Estratégia do Freemium

Uma das coisas que eu mais gosto, no mundo das Startups de Internet são as estratégias que muitas adotam, o que parece por exemplo uma péssima idéia acaba saindo como uma ótima oportunidade da empresa ganhar espaço no mercado.

Dentre essas estratégias, uma em particular vem sendo bastante aplicada pelas empresas de internet, o freemium, algo que envolve o grátis e o pago, exemplos não faltam, o Orkut possui vários aplicativos de jogos que permite as pessoas jogarem de graça, caso alguém queira obter determinadas vantagens tem a possibilidade de comprar “créditos”, vide a colheita feliz, já o Skaype além de oferecer seu serviço de telefonia via internet gratuito disponibiliza funcionalidades a mais para aquelas pessoas que pagarem uma taxa, dentre os exemplos brasileiros, temos o serviço de música do Terra: o Sonora que além de permite que qualquer pessoa acesse as músicas, disponibiliza também a opção de baixá-las em troca do pagamento de uma taxa de R$ 9,90 por mês, e claro não podemos esquecer o WordPress, apesar de oferecer de forma gratuita a hospedagem de Blog, dispõe também de diversas ferramentas que através de um determinado preço permite que você incremente seu projeto, eu mesmo, logo logo estarei acrescentando algumas destas ferramentas aqui no Vale Empreender.

Todos estes casos, envolve na prática o conceito de freemium que tem como principal finalidade oferecer as pessoas a possibilidade de usarem uma parte do produto ou serviço de graça e caso queiram obter mais vantagens e funcionalidades, podem adquirir a versão Premium mediante o pagamento de um determinado valor.

Aliás este modelo de negócio tem a possibilidade de atrair uma grande quantidade de acessos, gerando um marketing para a empresa e ao mesmo tempo a possibilidade de converter usuários do serviço gratuito em possíveis usuários pagantes.

É interessante observar assim, que em torno disso tudo o freemium acaba saindo como uma bem bolada estratégia de marketing, o Eric Santos do Manual da Startup dá uma boa definição quanto a isso:

“A essência do modelo Freemium é a parte Premium (paga). A parte Free é estratégia de marketing”.

No universo da internet,este modelo é bem recebido pelo fato do produto ou serviço ser escalavel e abrangente, o que neste caso diminui substancialmente o custo, além disso, o principal objetivo é que através do freemium se consiga usuários pagantes que cobrem os custos gerados pelas pessoas que usam o serviço gratuito.

Pode parecer um negócio um pouco arriscado não é mesmo? Sim, mas depende muito do porte e do perfil da empresa, lembrando que nem todas as Startups tem o perfil adequado para executar esta estratégia, é preciso que a empresa tenha bastante acesso, boa infra-estrutura de hardware e mesmo assim, nada disso garante que as pessoas irão querer pagar por um produto sendo que podem usar uma versão que mesmo tendo menos funcionalidades já consegue atender suas necessidades.

Acredito que seja por isso, que enquanto algumas dão certo com o freemium, outras já não conseguem se deslanchar, pois envolve uma habilidade que muitos empreendedores de internet ainda não possuem, a de vender seu produto…

Anúncios

Sobre Rômulo Sousa

Acadêmico de administração, estudante do mundo do empreendedorismo digital em fase de planejamento da sua empresa.

Publicado em julho 4, 2011, em Estratégia. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: