Arquivo mensal: agosto 2011

Entrevista com Leandro Lemes, Idealizador do TEDxGoiânia

Nós do Blog Vale Empreender, valorizamos muito aquelas pessoas que executam idéias que podem mudar o mundo e que ainda inspire os outros a darem o melhor de si.

Acredito que todo empreendedor deve ter como objetivo principal atingir estes dois tópicos, pois ajudando o mundo e assim as pessoas que fazem parte dele o lucro será apenas uma conseqüência.

É justamente neste conceito de fazer o bem e a mudar as coisas, que hoje apresentamos uma entrevista bem bacana com Leandro Lemes, formado em Ciência da Computação pela PUC-GO, idealizou e coordenou o TEDx Goiânia, um evento independente do já consagrado TED (Um dos maiores eventos mundiais onde pesquisadores, cientistas, artistas, empreendedores dentre outros tem a oportunidade de expor suas idéias e experiências com o publico,para se ter uma idéia, grandes personalidades já falaram no TED como Bono Vox do U2 e Bill Gates da Microsoft) que se realizou no dia 20 de Agosto – Sábado na cidade de Goiânia – Goiás.

Aqui ele fala um pouco sobre o evento, e o que aprendeu organizando um projeto de grande porte.

Vale Empreender: Para começar, nos conta como conheceu o TED, e como surgiu a idéia de trazer um evento deste porte para Goiânia, aliás o primeiro evento da região centro – oeste.

Leandro Lemes: Antes de iniciar gostaria de citar uma frase do Martin Luther King “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.

Estava passando por alguns momentos difíceis e de conflito, basicamente eu estava começando a não acreditar mais nas pessoas. No entanto quando me deparei com esta frase, passei a refletir e a procurar alguma maneira de encontrar e ao mesmo tempo ajudar pessoas de bem, que queriam algo melhor para suas vidas.

Na internet mesmo encontrei um vídeo do Maurício Curi (Educartis e Curador TEDxVilaMada) e a partir daí entrei em contato com o TED e logo depois o projeto do TEDx, foi a partir deste ponto que nasceu o sonho de realizar o TEDxGoiânia.

VE: Como foi o processo de planejamento e idealização do TEDxGoiânia? Houve muitas dificuldades para a idéia sair do papel?

Leandro Lemes: Essa foi a grande questão, no ano de 2010 solicitei a licença junto ao TED para realizar o TEDxGoiânia, depois procurei todas as ajudas possíveis pela internet e fora dela, neste instante o on se tornou off. Lembrando que  eu não conhecia ninguém da organização (Taciano, Ygor, Tiago, André, Leonardo, Flávia, Sam e José Geraldo), com o TEDx,  eu tive a honra de conhecer estas pessoas incríveis.

Creio que dificuldades existem em tudo que formos realizar, o que manda mesmo é ser perseverante, por exemplo: no primeiro momento quando não se conhece o TEDx e o que ele pode gerar para a sociedade, muitos fecham as portas e desistem de executá-lo, mas isso é normal.

VE:Podemos observar que os palestrantes eram bem diversificados com formações distintas. De que forma vocês fizeram a seleção destes palestrantes?

Leandro Lemes: Primeiro definimos o Tema “O que queremos para futuro? Depois nós da organização fizemos um levantamento de pessoas que estão fazendo belos trabalhos interessantes em Goiânia e que mereciam ser espalhados. Assim surgiu os 31 belos palestrantes, sei que existem grandes pessoas que mereciam estar falando no TEDxGoiânia mas como este foi o primeiro, acredito que surgirão várias oportunidades para estas pessoas nos demais TEDx.

VE: O tema do TEDx Goiânia é “O que queremos para o futuro?”, fale um pouco mais sobre esta temática.

Leandro Lemes: O TEDxGoiânia pretende ser uma plataforma de conexão que busca trazer projetos e pessoas que contribuam para a criação de uma Goiânia melhor. Mais do que discutir e debater, queremos compartilhar e agir. Como aproveitar as oportunidades para criar uma sociedade mais justa e dinâmica? Como desenvolver uma economia voltada para o conhecimento sem perder a identidade goiana e a sua vocação para cidade cosmopolita? Como fazer com que os cidadãos se interessem e se envolvam mais com as políticas públicas? Como estabelecer uma convivência harmônica com a natureza exuberante com foco no desenvolvimento sustentável? Saúde, transportes, educação, cultura, artes, design, ciência, tecnologia e sustentabilidade. O TEDxGoiânia pretende ser mais do que um evento que irá debater sobre estes desafios.

VE: Nos eventos do TED, são os organizadores que escolhem as pessoas que irão assistir as palestras, no caso do TEDx Goiânia, como se deu a seleção do publico? Quais os fatores que vocês usaram para escolher as pessoas?

Leandro Lemes: Primeiramente o TED limita a quantidade de participantes(ouvintes) , no nosso caso  houve centenas de inscrições para este evento,assim para nós ajudar, contamos na organização com um psicólogo que utilizou métodos para definir as pessoas que entrariam no perfil TEDx.

 VE: Uma grande equipe esteve junto com você na organização e implementação do evento, a pergunta neste caso então é: Uma equipe que compartilhe dos mesmos sonhos e objetivos de um lider é essencial para o sucesso de um evento, projeto ou até mesmo de uma empresa?

Leandro Lemes: Posso dizer que fomos 9 lideres, 9 sonhos, todos em comum com o mesmo objetivo de fazer o melhor que poderíamos. Creio que a humildade e perseverança são essenciais.

 VE: Quais os resultados alcançados com a realização do TEDx Goiânia?

Leandro Lemes: Acredito que atingimos os corações das pessoas. E a partir deste momento tudo muda!

VE: Agora que este foi executado, quando será o próximo?

Leandro Lemes: Goiânia entrará de vez no ciclo do TEDx, teremos o TEDxPUCGoiás, TEDxUFG, TEDxAVCoraCoralina, e o ano que vem teremos o novamente o TEDxGoiânia.

VE: Para finalizar, que conselhos que você dá para aquelas pessoas que queiram mudar o mundo com suas idéias, sonhos e projetos?

Leandro Lemes: Acredite, coloque metas, não tenha medo e persevere pois você tem todas as condições de conseguir!

Anúncios

A sua idéia é a melhor? Nós sabemos, mas e o investidor sabe?

Empreendedores digitais vivem um grande dilema para por em pratica seus projetos: Investimento do próprio bolso ou receber aporte financeiro de um anjo? Já falamos sobre os dois lados da moeda, aqui no blog.

Para aqueles que desejam encontrar alguém disposto a investir em seu projeto com dinheiro e conhecimento, é necessário passar por uma etapa crucial do processo: Convencer os investidores que sua idéia é a melhor.

Você deve saber cativar e conquistar a atenção das pessoas para o seu projeto, para que elas se sintam motivadas em lhe fornecer a ajuda necessária.

Para chegar a este objetivo, deixamos aqui algumas dicas que irão com certeza te ajudar:

Problema/Solução

Exponha o problema que encontrou e mostre como pretende solucioná-lo com seu produto, é importante aqui evidenciar o tamanho do mercado enfantizado a capacidade de crescimento e expansão que você pode ter caso seu produto seja aceito.

Além disso é essencial fornecer dados relacionados a caracteristicas de seu público alvo e porque eles pagariam pelo seu produto.

 Seja rápido

Você deve ser objetivo e direto, a maioria das pessoas que vão lhe assistir são profissionais experientes e apenas 5 a 10 minutos, já é o suficiente para eles verem se é viavel ou não apostar no seu projeto.

Mostre algo concreto

Crie protótipos de seu produto ou então faça a simulação do seu serviço funcionando, exponha a sua idéia na prática para os investidores realmente comprovar o quão boa ela é.

 Esteja pronto a fazer mudanças

Nada nessa vida  é imutavel, tudo muda constantemente e com certeza na apresentação de seu produto diversos investidores vão sugerir mudanças, cabe aqui você ser aberto para as criticas que irá receber, escolhendo aquelas que realmente podem fazer diferença em sua idéia e a partir destas, fazer as melhorias necessárias.

Dica para sua Startup: Conhecendo a Computação em nuvem

O nosso principal lema aqui no Vale Empreender, é apresentar para nossos leitores diversas ferramentas e conceitos que lhes auxiliem no desenvolvimento e administração de suas Startups, pensando justamente nisso que hoje irei falar aqui sobre computação em nuvem, um conceito que em si não é novo mas só recentemente vem ganhando atenção por parte de empresas e empreendedores.

O que é computação em nuvem

 Basicamente computação em nuvem (Cloud Computing no inglês) se refere a qualquer aplicação ou arquivo que está lançado diretamente na internet não sendo necessário fazer instalação em um computador.

Assim é possível acessar um determinado aplicativo de qualquer lugar e a hora que desejar, ter a facilidade de poder encontrar o dado que precisa em um único meio no caso a internet e poder acessá-lo de forma imediata, seja através de um computador como por um celular, além disso, a flexibilidade que a computação em nuvem traz também é enorme, principalmente para empresas que trabalham com equipes espalhadas em diversas localidades e que precisam diariamente trocarem informações e dados entre elas.

Até mesmo os computadores sofrerão uma queda em seus preços, já que a maioria dos programas estará disponibilizado na internet exigido assim uma capacidade menor da máquina e ainda reduzindo sua configuração.

 A computação em nuvem e sua divisão

É importante destacar que a computação em nuvem é dividida em quatro tipos, a saber: IaaS, PaaS, DaaS, SaaS, CaaS, cada uma dessas modalidades contemplam uma área distinta, como Infra-Estrutura, Desenvolvimento, Comunicação, Plataforma e Software .

SaaS

Dentro destes 4 tipos, vou me ater a falar do principal em termos de importância para nós, o SaaS (Software como serviço).

Se encaixa neste conceito, diversos sites que disponibilizam programas via internet, sem precisar de fazer instalação em uma máquina, estes programas podem ser gratuitos ou pagos, cobrando na maioria dos casos apenas um valor que varia de acordo com o período em que é usado, assim em vez de você ter que comprar um software você vai apenas pagar pelo seu uso.

Startups que adotam softaware SaaS acabam tendo uma redução de custos de instalação e manutenção de softwares e hardwares, consequentemente o empreendedor ganha também mais tempo para se dedicar a atividade principal de seu negócio.

 Mas perae, então o SaaS acaba sendo a mesma coisa que computação em nuvem?

Não, o SaaS, como falei é apenas uma das modalidades ou uma das variações existentes, o conceito da computação em nuvem é algo muito mais abrangente envolvendo outros campos que como foi colocado aqui, vão desde infra-estrutura até desenvolvimento, comunicação e plataforma.

 Vamos a alguns exemplos de uso do SaaS:

  Google: Um dos maiores exemplos de empresa que utiliza o SaaS, com uma simples conta no site, é possível usarmos o G-mail, Google Doc e Google Talk.

 Música:Na industria da música, o SaaS é utilizado muitas vezes sem perceber, é o que acontece no caso de muitas bandas novas que em vez de venderem suas Cds e DVDs, disponibilizam suas músicas de graça na internet para popularizar seu trabalho dando a opção para as pessoas fazerem o dowload ou simplesmente acessarem o site e escutar.

 Conversores de PDF: Um dos programas que eu particularmente gosto muito de usar é o Free PDF Convert que me permite converter meus arquivos do Word em PDF pela internet.

 Mapas Mentais: Se você é uma pessoa que gosta de organizar seus pensamentos em mapas mentais antes de criar um documento, um artigo ou projeto, pode utilizar o blubbl.us, um software disponibilizado gratuitamente na internet que lhe permite criar mapas mentais de maneira rápida e ágil.

Planejamento Financeiro: O Organizze é um planejador financeiro totalmente online, que lhe ajuda a controlar suas finanças e estipular metas tanto na vida pessoal como na vida profissional. Aliás é bom ressaltar que esta Startup foi escolhida como uma das 10 melhores startups brasileiras de 2010. Vale a pena conferir, eles disponibilizam uma versão grátis.

 Enxergando oportunidades…

Acredito que a computação em nuvem é um conceito que veio para ficar, assim, este é o momento para o empreendedor (principalmente aqueles que estão no comando de Startups) pararem um pouco e refletirem sobre os benefícios que este novo conceito pode trazer para o seu negócio.

Lembre-se “Pequenas oportunidades podem ser o começo de grandes oportunidades.” Demóstenes.

Empreendedor Y

Um tema bastante em voga hoje é a tão badalada geração Y, jovens nascidos do final dos anos 70 para 80.

Toda a repercussão causada por este grupo, gira em torno dos seus hábitos, costumes e atitudes que são totalmente diferentes das gerações passadas.

Hoje uma grande quantidade de pesquisadores estudam a geração Y em diversos campos, um em destaque que vem ganhando bastante ênfase é o campo do empreendedorismo, mais particularmente falando, o empreendedor Y.

Por serem pessoas criativas, inovadoras, dinâmicas e não terem grande apreço por hierarquias, este grupo tem revolucionado o mercado com suas idéias e projetos mudando até mesmo nossos hábitos de consumo.

Perfil do Empreendedor Y

São pessoas mais flexíveis, abertas a mudança de caminho não se prendendo a apenas uma única opção ou saída, são mais voltados para o aprendizado, seja por meio de cursos formais como por meio de simples conversas com clientes. Outra característica importante é que eles não negam a importância de se fazer um planejamento, mas no entanto, dão mais ênfase a ação e a busca por resultados práticos. Aliás acredito que um dos principais entraves para se empreender é justamente o excesso de planejamento e o pouco foco na prática, o empreendedor acaba teorizando demais o seu projeto e esquece de obter uma vivencia real do seu produto com o mercado.

O setor que mais os atrai, é o tecnológico sem dúvida, isso, no entanto não quer dizer que não temos grandes empreendedores jovens em outras áreas.

 Empresas jovens comandada por jovens

Projetos que começaram pequenos com apenas uma idéia e muita dedicação, nas mãos destes empreendedores, hoje ganham destaque mundo afora, veja alguns casos:

 Empreendemia: Já falei uma vez aqui sobre o empreendemia, mas sou obrigado a falar dele novamente, comandado pelo: Luiz Piovesana, Mauro Shimizu Ribeiro e Millor Machado, a inovação do empreendemia dentro do segmento das redes sociais tem dado o que falar.

Começaram com apenas uma idéia e muita dedicação, o resultado disso é que graças a este projeto, a forma das empresas se relacionarem com seu mercado (seja ele B2B ou B2C) vem ganhando mais agilidade e dinamismo.

 Boo-Box: Criado pelo jovem Marco Gomes, a Boo Box, revolucionou a forma de fazer marketing pela internet no pais sendo a pioneira no segmento de publicidade via mídias sociais.

De um começo nada fácil em Gama – DF, para São Paulo, onde em 2007 recebeu um investimento de US$ 300.000 dólares da Monashees Capital, e logo depois um outro aporte da Intel Capital, sendo a única empresa brasileira a receber apoio financeiro deste prestigiado grupo.

 Zuggi: Seria um erro não dá crédito ao publico feminino não é mesmo? Até porque as jovens mulheres também tem sua parcela de contribuição na criação de empresas inovadoras.

Natália Andreoli Monteiro com certeza é uma ótima personagem para representar este grupo, cabe a ela os créditos de ter criado o primeiro buscador brasileiro voltado para crianças, o Zuggi.

O grande diferencial do projeto está no bloqueamento de conteúdos inadequados para nossos pequenos internautas.

A empresa foi tão bem aceita que chegou a ser uma das quatro ganhadoras do prêmio StartUp Chile 2011, um programa de incentivo e desenvolvimento tecnológico daquele pais, pegando essa deixa é necessário dizer que o governo brasileiro devia acordar e olhar para os empreendedores que estão perdendo, tenho certeza que além da Natalia há uma grande quantidade de jovens inovadores buscando abrir e desenvolver suas empresas no exterior.

 Coincidências…

Escrevendo este artigo acabei identificando uma coisa em comum nas três histórias que caracteriza bem o espírito criativo e inovador da geração Y.

Todos os projetos foram pioneiros em seus respectivos segmentos aqui no país, um sinal de que empreender é arriscar por águas desconhecidas, encontrar oportunidades e principalmente fazer a diferença, como estes e tantos outros jovens estão fazendo…

—–

PS: Pessoal estamos com uma pequena enquete, gostariamos muito de saber o que você tem achado do nosso conteúdo, para participar clique aqui.